Tô Na Merda

23 de dezembro, 17:23 pm

-70° 05' 22.20" S

12° 00' 0.00" E

Estação Darkwall, Polo Norte


Olho para o relógio novamente e os ponteiros parecem não se mover, olho para o quadro em minha mesa ao lado do meu computador, dentro dele uma foto da minha familia, meus dois filhos Jack e Antony e minha esposa Emma, meu peito chega doer de saudade


Meu nome é Michael Tower, tenho 45 anos e sou pesquisador a um pouco mais de 20 anos, até dois anos atrás eu trabalhava em uma estação de pesquisa pequena no norte da Flórida, mas por conta de alguns avanço científicos que fiz lá o chefe da EDW me chamou para participar de uma pesquisa


O problema era sobre oque pesquisariamos, sinais de outra sociedade que um dos nosso satélites tinham capturado por engano, não tinha como ficar de fora de uma descoberta como essa, mas quando me falaram que ficariamos messes no Polo Norte sem praticamente nenhum tipo de comunicação eu desisti, mas minha amada Emma me encorajou a ir e disse que era uma oportunidade unica pra mim, então depois de refletir eu acabei aceitando


Já faz 5 messes que não vejo minha família e posso dizer que isso está me matando, o frio está me deixando louco e comida enlatada já me deixa enjoado


-Ei Michael, tá me ouvindo?

Falou Denny, me encarando

Eu e Denny somos amigos a muitos anos e tivemos a sorte de trabalhar juntos novamente( dessa vez sem o caos de Kharkiv), além de amigo e colega de quarto ele tbm é um dos desenvolvedores do projeto e tem se destacado muito


-Oi Denny, desculpa aí cara!

-Estão convocando todo mundo para a sala de reunião

Disse Denny

-Como assim? Falta menos de 30 minutos para tudo isso acabar, por que não fizeram essa reunião antes?

-Não faço ideia

Disse Denny, passando a mão na nuca


Levantei da minha cadeira, ajeitei minhas roupas enquanto ele me esperava

Caminhamos rumo ao corredor que liga a nossa area de pesquisa com as outras e com a sala de reunião, no caminho encontramos outros colegas de trabalho que assim como eu não entendiam o motivo disso tudo


Quando chegamos, logo encontramos alguns lugares vazios e sentamos todos juntos, conversamos um pouco aguardando a reunião começar, depois de um tempo percebi que Denny estava calado demais oque era muito estranho já que normalmente ele fala e eu escuto


-Eu cara, tudo bem?

Eu disse, olhando pra ele tentando desvendar seu silêncio

-Tudo bem, só um pouco cansado

Disse Denny, mentindo descaradamente

-Vc não me engana, irmão

Disse olhando sério para ele

Um silêncio pairou no ar, enquanto ele me encarava com os olhos cheios de preocupação

-Acho que fui fundo demais

Disse ele em um tom serio

-Como assi-

Fui interrompido pelo chiado do microfone


Era o Harold Dowerson, uma lenda do meu ramo, com diversas descobertas que mudaram o jeito que enxergávamos muitas coisas , e ele tbm é meu chefe


-Boa tarde, como estão?

Resolvemos fazer essa reunião para mostrar a nossa mais nova descoberta, durante todos esses messes tentamos desenvolver uma maquina que pudesse decodificar os sinais enviados para nos, e enquando tentávamos conseguimos captar mais algumas mensagens.

Fico feliz em dizer que um dos nosso desenvolvedores conseguiu descobrir uma forma de decodificar essas mensagens

Por favor vamos aplaudir, Denny Jhonson!


Encaro meu amigo com um olhar de surpresa e vejo ele caminhar com os olhos pesados até o palco, como ele me esconde uma coisa dessa? E porque está triste mesmo sendo pioneiro de uma tecnologia em que tanto trabalhamos?


Boa tarde a todos, no último mês descobri como decodificar as mensagens e tenho trabalhado muito nelas

Disse Denny

-Vamos ouvir oque o universo tem pra nos falar!

Disse Harold


Vejo meu amigo cochichando algo no ouvido de Harold e ele não dando muita atenção, então Denny liga um aparelho que parecia um Walkman e conecta com as caixas de som do lugar


Quando Denny da o play, a sala entra em silêncio absoluto, no começo só é possivel ouvir chiados, mas depois ouvi algo que eu nunca vou esquecer

-vocês procuraram tanto, que acharam! Estamos chegando.


E assim a sala inteira entra em choque e Denny diz oque todos nos estávamos pensando

-Que Deus nos ajude.


O caos toma conta de todos quando as luzes de emergência começam a piscar e o barulho da sirene é ativado

Automaticamente olho para Denny e saimos correndo em direção a nossa área para poder checar os computadores


-Porque não me disse nada?

Disse correndo

-Eu não podia

Disse Denny passando o cartão para abrir as portas

-Porque continuou?

-Não me deixaram parar, vc acha mesmo que eu não tentei avisar?


Ligo meu computador e vejo que alguma coisas entrou na atmosfera, olho para Denny e ele diz que nenhum corpo estava orbitando perto da Terra antes de irmos para a reunião

Olho para o computador novamente vendo aquilo se aproximando do solo de forma muito rápida

Tento ver se acho mais alguma informação mas quando olho para trás vejo Denny olhando para o céu através da janela, e antes de poder falar alguma coisa ouço um forte som de impacto e tudo ao meu redor treme, tento correr para baixo de uma mesa mas a estante do meu lado me atinge e acabo desmaiando


Acordo poucos tempo depois, com a visão turva tentando achar Denny em meio aos escombros, vejo ele em um estado critico tentando falar alguma coisa para mim

Ele reune forcas e finalmente consegue falar


-É bem pior que Kharkiv

Diz com um sorriso no rosto

E eu rio com lagrimas nos olhos

- Me escuta Michael, tem uma pasta no meu computardor com o nome do projeto, a senha é D4Fs1, tá prestando atenção?

-D4Fs1, tá tudo lá, não deixem que eles peguem, apaga tudo e queima as pastas do meu armário

-Eles quem?

Pergunto chorando

Mas Denny não consegue me responder e descansa no meu colo


Me levanto e vejo a equipe de segurança, os famosos cara vermelha, se dirigindo a uma maquina enorme.

De verdade, tô na merda!

Comments 0
Loading...